Cai o pano sobre o XIII Capítulo dos Capuchinhos de Cabo Verde

 

Durante a semana os frades capuchinhos tiveram ocasião de celebrar juntos a sua vocação, avaliar o caminho feito e apontar para o futuro. Assuntos como o futuro da Rádio Nova, da mIssão em São Tomé e Príncipe e em Boston, a formação inicial dos candidatos à Ordem, o serviço prestado às paróquias, estiveram em pauta. Num clima de fraternidade e harmonia os frades, que trabalham em Cabo Verde desde 1947, apontaram os novos desafios para uma presença mais profética e evangélica. 

Dom Ildo Fortes, bispo de Mindelo, esteve presente com os frades durante a oração da tarde de ontem e, exortou-lhes a darem bom testemunho da sua forma de vida. 

Agora os frades voltam para as sua comunidades nas ilhas e na diáspora e ali ficarão até receberem a confirmação ou a transferencia da parte do Frei António Fidalgo de Barros, reeleito superior deles em Cabo Verde.

Recorde-se que os Irmãos capuchinhos iniciaram sua presença e missão em Cabo Verde em 1947, nas ilhas do Fogo e Brava, provenientes de Turim, Itália. Os pioneiros atendendo ás necessidades missionárias e apostólicas se ocuparam dos mais pobres e desfavorecidos e de actividades paroquiais.

Jornal Terra Nova

Ouça a Rádio Nova